Como fazer um suporte para plantas em macramê

Quer saber como fazer um suporte para plantas em macramê? Vem ver:

Plantinhas fazem muita diferença num ambiente. Não é à toa que várias soluções criativas aparecem para começarmos a inseri-las nos nossos apartamentos. Uma delas é o suporte de macramê – que anda tão popular pelo Pinterest.

Bom, antes de qualquer coisa, o macramê é uma técnica de tecelagem manual que não utiliza máquina ou qualquer outra ferramenta. O trabalho todo é feito com os dedos cruzando os fios e prendendo-os com nós. No caso dos suportes, é algo super simples de fazer que você mesmo pode tentar em casa.

Os suportes de macramê andam aparecendo bastante nas decorações do hemisfério norte e várias são as plantinhas escolhidas para ficarem penduradas. Algumas das mais pedidas são essas que a folhagem cai ao redor do vaso e criam um efeito bem interessante na decoração. Outras que aparecem bastante são as suculentas e os cactos, porque são mais simples de cuidar e se adaptam bem à vida de apartamento.

Você pode pendurar as suas plantinhas em qualquer cômodo da casa que esteja precisando de um pouco de vida. Ou seja, são super bem-vindas do quarto à cozinha, do banheiro ao home office.

Exponha as suas plantas de forma elegante, colorida e criativa, tornando o seu espaço mais fresco e personalizado. Veja só como fazer um suporte para plantas em macremê!

Vai precisar de:

Trapilho (ou tecido elástico) da cor que preferir

Vaso de cerâmica para colocar a sua planta

Fita Métrica

Gancho para pendurar

Tesoura

Se utilizar um pedaço de tecido, corte algumas tiras com cerca de 3 cm de largura.

Se optar por trapilho, corte 8 tiras. O comprimentos das suas tiras depende do tamanho do vaso e também do tipo de trapilho, uma vez que pode ser mais elástico ou menos.

De qualquer maneira, pode sempre acertar o tamanho no final, por isso mais vale em excesso.

Pegue em todas as cordas e dê um nó grande na extremidade para segurá-las todas juntas. Puxe bem o nó, de maneira que fique bem apertado, pois será ele que irá suportar o peso do vaso e da sua planta.

Separe as cordas em 4 conjuntos de 2, e dê um nó em cada conjunto com aproximadamente 2 cm de distância do nó grande, conforme as imagens que se seguem.

Faça o mesmo nó, em todos os 4 conjuntos de cordas que separou, tentando manter sempre a mesma distância do nó grande.

Sugerimos que não aperte muito estes pequenos nós, uma vez que pode precisar de ajustá-los no final, quando colocar o seu vaso com a planta.

Separe agora os seus cabos em novos conjuntos de 2 alternados com os da linha anterior, de modo a formar um diamante.

Amarre todos esses 4 nós da segunda linha com aproximadamente 1,5 cm de distância dos nós anteriores. Não aperte muito também estes nós, para ter espaço para ajustar depois.

Repita este mesmo processo para a 3 linha de nós, deixando também aproximadamente cerca de 1,5 cm de distância dos nós da linha anterior (2ª linha).

Quando terminar a 3ª linha, o seu suporte de plantas deve estar mais ou menos parecido com isto… com um grande nó na base e três filas com nós pequenos.

Estique o seu suporte em macramê colocando o vaso da planta e segurando todas as pontas soltas no topo.

Aproveite agora para ajustar e apertar todos os seus nós de modo que os três níveis fiquem ajustados e as formas de diamante uniformes.

Segure as pontas soltas e dê novamente um grande nó no topo das mesmas, e conserte todos os restantes nós uma última vez. Certifique-se de que o nó grande fique bem apertado e firme, tal como o primeiro nó.

Será neste segundo nó grande que irá colocar então o gancho para suspender o seu suporte em macramê no teto. Por essa razão, deve certificar-se bem de que ambos os nós grandes que deu, no início e no fim, estão bem apertados e que não há perigo da sua planta cair no chão.

Coloque então o seu vaso e a sua planta no suporte suspenso em macramê. Belíssima maneira para montar um pequeno jardim dentro de casa, não acha?

Poderá fazer diversos com cores diferentes e criar conjuntos super criativos, como estes que foram feitos cores muito atrativas: menta, rosa choque e um azul náutico.

Viram só como é fácil fazer um suporte para plantas em macramê?

Mãos à obra criativos? 

 

 

 

Jardins suspensos

Se você mora em apartamento pequeno e adora cultivar algumas plantinhas, com certeza, já ouviu falar sobre os jardins verticais. Eles são uma excelente alternativa para organizar as flores com pouco espaço, porém não são a única. Outra opção é o chamado jardim suspenso. De uma maneira bem criativa, as flores e plantas são dispostas presas no teto e, não apenas possibilitam a criação de um pequeno jardim, como contribuem esteticamente para a decoração dos ambientes.

Lembra-se das plantinhas penduradas nas varandas na casa das avós? Então, é mais ou menos essa a ideia. Dispostas dessa maneira, as flores trazem muito benefícios para a decoração. Como por exemplo, atrair os olhares para a parte superior dos ambientes, desocupar os espaços horizontais da casa e, ainda melhorar a qualidade do ar, afinal é sempre bom ter algumas plantinhas, não é mesmo?

JARDINS SUSPENSOS

Desde a época em que nossas avós penduram as samambaias até hoje, muita coisa mudou. Os jardins suspensos ficaram um pouco mais modernos e as espécies de plantas usadas nessa técnica aumentaram bastante. Os suportes também ganharam mais variedades, podendo ser inseridos na decoração de ambientes de estilos variados. Essa forma de organizar as flores permite uma grande liberdade, você pode dispor os vasos como achar melhor.

As plantinhas mais indicadas para ter nestes jardins pendurados ao teto são espécies que demandam poucos cuidados. Afinal, com os vasos suspensos lá no alto, fica um pouco mais difícil e bem menos pratico ter que rega-las constantemente. Além das tradicionais samambaias, as suculentas também se adaptam muito bem com as alturas e criam um efeito bem interessante na decoração.

Por fim, escolha um lugar em que as plantas recebam sol. Pode ser próximo à janela ou a porta, e se o ambiente for bem iluminado, no centro do ambiente.