12 erros na decoração da sua casa

Confira a lista para não cometer nenhum destes 12 erros na decoração da sua casa: O mundo da decoração desperta muito interesse e faz com que em cada um de nós desperte um designer de interiores quando o assunto é decorar e compor nossa própria casa. O fato é que, motivados pela vontade de ter um ambiente bonito podemos exagerar ou cometer equívocos em alguns detalhes sem nos darmos conta que estamos errando a mão. Claro que gosto não se discute e, se sua casa tem um visual agradável para você e sua família é isso que importa. Mas ainda assim, hoje trazemos um artigo onde salientamos alguns pontos que você deve prestar atenção na hora de decorar para que sua casa não se torne brega ou com um visual defasado.

01 – Ignorar proporções e simetria:

 Proporções, simetria e escalas são essenciais – o ambiente pode ser super simples, mas tamanhos pensados com atenção podem torná-lo mais visualmente agradável que um ambiente com peças caras, por exemplo. Se você está comprando algum móvel pela internet, leia os tamanhos na descrição e visualize-os no ambiente com uma fita métrica.

02 – Não pensar na circulação:

Sofás pequenos também podem ser confortáveis, é só escolher o modelo certo. Comprar um sofá grande demais pode prejudicar a circulação do espaço, não atendendo à necessidade do ambiente. Essa regra também vale para quartos, não exagere no tamanho da cama ou dos outros móveis. Em um quarto pequeno, use apenas um criado-mudo e considere cabeceiras diferenciadas, com menos volume. A circulação é um elemento essencial para o conforto!

03 – Encher os ambientes de objetos

Muitas vezes, menos é mais. Colocar muitos móveis e decorações em um ambiente congestiona o espaço e prejudica o estilo! Faça um inventário do que você gosta e do que é realmente necessário para fazer o espaço dar certo. Aproveite e selecione peças que cumpram mais de uma função!

04 –  Decorar com tapetes pequenos

Se o seu orçamento não permite a compra de um grande tapete de qualidade, misture: um tapete maior, neutro e barato pode ser usado como base, com um tapete menor e de maior qualidade, por cima. A combinação cria um ótimo efeito decorativo para a casa — e o melhor: a sobreposição está super na moda.

05 – O tapete que termina antes do sofá

A função principal dos tapetes é setorizar os ambientes – foque nisso sempre que precisar comprar um tapete novo. O ideal é que eles tenham um avanço de 15 a 20 cm por baixo de móveis como o sofá. Mas lembre-se de manter as mesinhas de canto para fora, de forma que a peça não fique bamba.

06 – Comprar arte só por comprar

Obras de arte podem ser a alma do lar – se a peça não tem personalidade, não combina com seu estilo e não te deixa super animado, não compre. Não adianta querer apenas preencher as paredes. Se o problema for o orçamento, procure soluções criativas: você pode se apaixonar por um papel de parede vintage emoldurado ou um tecido bacana, criando uma peça inesperada!

07 – Ter medo de cores

Uma maneira fácil e rápida de atualizar o espaço é variar nas cores. Você não precisa ter medo delas! Para garantir, experimente com tons fortes em pequenos objetos e poucos elementos. Almofadas e mantas detalham sem pesar o ambiente. Se pautar a partir das cores dos revestimentos, como do papel de parede, também é uma forma de dosar a cor.

08 – Não aproveitar o espaço vertical

Ambientes pequenos não são sinônimos de armazenamento limitado. Sempre há maneiras criativas de adicionar espaços para guardar seus pertences sem sobrecarregar o quarto. Garanta, por exemplo, o aproveitamento máximo do espaço vertical! Misture peças de perfil mais baixo com peças altas, que chamam mais atenção ao olhar.

09 – Ter medo de luminárias grandes

Prestar atenção aos tamanhos é importante – em uma mesa de jantar, por exemplo, o tampo precisa estar a pelo menos 70 centímetros do lustre, para não causar ofuscamento ou aquecimento exagerado. Porém, grandes luminárias são ótimas para causar impacto. Não tenha medo! Escolha uma peça dramática e coloque-a no lugar certo para mudar completamente o décor da casa. Se não puder ousar no tamanho, pense em formatos criativos e texturas inesperadas.

10 – Se limitar à iluminação direta

Já que estamos falando de iluminação: não se limite à luz direta! Luzes de apoio e iluminação decorativa trazem calor ao ambiente, tornando-o mais confortável, além de possibilitar variações de uso e cenários.

11 -Não aproveitar as varandas

Muitos não aproveitam as varandas – seja porque elas são pequenas ou por não possuírem atrativos. A solução é investir em um projeto de paisagismo para torná-la convidativa. Opte por espécies de plantas resistentes, que suportem mudanças climáticas. Com vasos bonitos e aliadas a uma cadeira confortável, elas conseguem fazer da varanda um ambiente bem mais convidativo.

12 – Cortinas muito longas ou muito curtas

O erro mais comum na escolha das cortinas é seu comprimento. O tamanho ideal, é 2 a 3 cm a mais que o tamanho do pé direito. Esse excesso contará para ajustes, por exemplo. A escolha do tecido também é importante. Ambientes pequenos merecem um tecido mais leve e menos volumoso, enquanto os maiores permitem outras opções.

Otimas dicas não é mesmo criativos? Fiquem atentos para não cometer estes 12 erros na decoração da sua casa!

Previous ArticleNext Article